Minha vida virou o GTA

Calma, vamos por partes, não estou dizendo que eu sou um cafetão ou que estou roubando carros e matando pessoas na rua. Acontece que esses dias estava conversando sobre videogame com algumas pessoas do trabalho e disse que eu só gostava de jogos com fases – tipo Mario, Donkey Kong ou qualquer outro que siga uma ordem lógica e fechada de etapas. O problema com os jogos muito livres, como o GTA, é que eu perdia o foco das missões e, ao invés de fazer o que deveria fazer, eu acabava saindo pelas ruas fazendo tudo quanto é tipo de loucura – menos avançando no jogo e cumprindo as missões.

Hoje, me revirando na cama como todos os dias, sem conseguir dormir, me dei conta que o que tanto me assombra desde o começo do ano é que eu saí de um Super Mario e agora estou, veja bem, no GTA. Minha vida sempre seguiu de forma correta, com etapas: primeira, segunda, terceira, quarta série. Ensino Médio, vestibular, faculdade, estágio, TCC, formatura. Tudo nos conformes, fases fechadas, era só seguir, passar, enfrentar o chefão e vida que segue. Tirando a escolha do curso (conheço uns que ainda estão emperrados nessa fase – é compreensível, a decisão é tensa mesmo), o resto é imposto, sem deixar muita brecha pro livre arbítrio.

giphy-11

No entanto, a vida após a formatura é bem caótica: tem gente que largou tudo e está estudando em outro país, alguns estão fazendo trainee em empresas tradicionais, outros estão seguindo carreira em agência, fazendo pós, tem até uns que largaram o Jornalismo pra vender cosmético – dá mais dinheiro e ainda tem a chance de ganhar o carro rosa-calcinha. Cada um foi seguir um sonho diferente, cada qual com uma missão de vida.

O leque de escolhas é quase infinito! Mesmo eu, que já estabeleci algumas missões, como por exemplo escrever um romance, fazer mestrado, aprender um novo idioma, viajar para o exterior e ter meu próprio apartamento, não sei muito bem por qual missão começar, onde vale a pena investir meu tempo e dinheiro. Tõ no GTA da vida, com várias opções pela frente e sem muito foco pra decidir por onde começar. Pensando bem, deve ser por isso que também não gosto muito de quebra-cabeça.

No GTA e na vida tudo é possível ¯\_(ツ)_/¯

No GTA e na vida tudo é possível ¯\_(ツ)_/¯

Anúncios

6 comentários sobre “Minha vida virou o GTA

  1. natymartos disse:

    Que analogia maravilhosa! É bem isso mesmo. Faz alguns anos que to nesse GTA da vida e as vezes tenho a impressão que nunca vou sair. Mas sabe, e dai? Sempre que eu jogava GTA eu gostava mesmo era de ficar dando role pela cidade, conhecendo tudo sem destino e tranquila, fazendo as coisas no MEU tempo, no tempo que EU achava melhor. Nada de ficar desesperada porque tinha que fazer isso ou aquilo. E isso é o mais incrível dessa fase. 🙂

    Curtir

  2. Debs Braga disse:

    Nossa, achei muito boa a ligação que você fez haha! Deve ser assim mesmo!
    No meu caso, tô no grupo dos que não escolheram o curso ou escolheram errado e abandonaram tudo. Mas é isso aí mesmo, uma parte da vida a gente só vai seguindo algo já “programado” e chega num ponto que nós temos a total liberdade e não sabemos o que fazer com ela.
    Espero que você se encontre e consiga decidir o melhor para você e conte aqui no blog haha. Beijo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s